domingo, 16 de outubro de 2011

Inclusão digital


A democratização do acesso as tecnologias de informação, tem permitido a sociedade moderna simplificar suas ações diárias, nunca foi tão fácil comunicar-se e realizar tarefas, com auxílio de tecnologias (computador, caixa eletrônico, televisão, celular, etc.). A internet possibilitou a aproximação de pessoas, expandiu a produção e disseminação de conhecimento.
Porém para que o processo de inclusão digital ocorra é preciso mais do que ter acesso ao computado ou as TIC’s (tecnologias de informação e comunicação) é necessário saber o que fazer com essas ferramentas e como utilizá-las, por isso torna-se indispensável à utilização de estratégias e ações que possibilite o esse acesso de forma gradativa, para que essas tecnologias possam realmente facilitar a vida de quem delas utilizarem.

Métodos e didáticas mais aplicados na escola


Os métodos de ensino são os caminhos que o professor deve disponibilizar para seus alunos, para que estes se apropriem do conhecimento que lhe é disponibilizado. Desse modo, utilizo aula expositiva e dialogada, aplicação de exercícios, pesquisas, experimentos com materiais de baixo de custo. Para obtenção de resultados efetivos e como uma forma de melhor sintetização dos assuntos abordados. Com o objetivo de ampliar os conhecimentos dos educandos, de forma com que os mesmos não se acomodem somente com o estudado em sala de aula, bem como, estendam-se a pesquisa e pela própria busca do saber. Através do emprego recursos disponíveis na escola e de fácil acesso dos alunos, como quadro branco, pincel, apagador, Xerox, livro, apostila, data-show, celular, papel alumínio, canudinho, lenço de papel, água, balão, ovo, sal, etc.
As tecnologias mais usadas na escola são laboratório de informática, caixa amplificada, data-show, microfone, copiadora, som, rádio-escola, internet, notebook, televisão.
Os problemas com a aprendizagem devem ser resolvidos inicialmente buscando a origem do déficit, para posteriormente encontrar uma melhor maneira, estratégia ou apoio especializado, este último dependendo a qual especialidade a que pertença, podendo ser elas de origem psicológica, física, social, psico-afetiva, ou mesmo de déficit de atenção ou falta de motivação.

sábado, 15 de outubro de 2011

Objeto de estudo da didática


De acordo com Brousseau (1986), o conhecimento didático se estabelece através da epistemologia do professor e das relações pedagógicas do aluno com os saberes e as relações pedagógicas; levando em consideração o meio pelo qual se processa o saber do aluno e do professor.

Desta forma observamos que o objeto de estudo da didática é a educação como um todo. Onde esta observa:
* O saber e a transposição didatica do conhecimento;
* O trabalho do aluno;
* O trabalho do professor;
* O sistema do conhecimento científico;
* Os Metodos de pesquisa.

Equipe: Raimunda Letícia Souza Monteiro
Simone da Silva Lima
Iris Lins Guerreiro

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Todo projeto é interdisciplinar?É possível desenvolver um projeto abrangendo diferentes temas curriculares?

http://4.bp.blogspot.com/_TvZDpj3K-9w/TEIa7dSu48I/AAAAAAAABqM/FF4vQ18E8zs/s400/projeto_interdisciplinar.jpgNem todo projeto é interdisciplinar, porém, pode-se trabalhar ou mesmo enfocar um projeto interdisciplinar. Sendo analisado a necessidade de expandir idéias e conceitos referentes a denominações variadas no sentido de ampliar discussões, diálogos e pesquisas voltados para o âmbito educacional ou não.